Aprenda com o  Espírito Santo

O Evangelho Gratuito Seja Livre

 

 

Lista de Artigos

Não deixe de fazer seu comentário e se gostou dê um like.

Cada ano fica pior...E Jesus mais próximo

terça-feira, 5 de abril de 2016

Porque Deus não acaba com a fome na África?

terça-feira, 30 de junho de 2015

Temos um Contrato de Casamento com Jesus Cristo

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Dízimo desmascarando a mentira do milênio

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

A Verdade Sobre o Dízimo

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Só o cego não consegue ver

segunda-feira, 11 de abril de 2016

O que é Iniquidade ?

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Mensagem Profética Urgente

terça-feira, 12 de abril de 2016

Será que existe inferno?

Maria Simoes      segunda-feira, 20 de junho de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

Vamos primeiro ver o que significa etimologicamente essa palavra "inferno".

HADES E SHEOL - SEPULTURA

Definição de Hades: Segundo a mitologia, Hades era o deus das regiões dos mortos. Hades é uma transliteração comum para o português da palavra grega correspondente “hades”. A palavra é inúmeras vezes traduzida por inferno, mas o sentido próprio não significa isso, e sim: “o mundo subterrâneo como lugar dos mortos” ou ainda “o lugar não visto”.

Como é empregada esta palavra na Bíblia: A palavra “Hades”, ao todo, ocorre dez vezes nos mais antigos manuscritos das Escrituras Gregas Cristãs (Mt. 11:23; 16:18; Lc. 10:15; At. 2:27,31; Ap. 1:18; 20:13,14). Na versão Almeida (revista e corrigida), a palavra inferno é traduzida 28 vezes de “Sheol” e 7 vezes de “Hades”. Porém, nesta versão “Sheol” também é traduzido 27 vezes por “sepultura”, 5 vezes “sepulcro”, 1 vez “terra”, 1 vez “enterrados”, 1 vez “mundo invisível”, e 2 vezes é transliterado “seol”.

 

GEENA – LUGAR DE JUÍZO

Definição de Geena: É a forma grega do hebraico Geh Hinnóm, significando “Vale de Hinom”. Este nome aparece 12 vezes nas Escrituras Gregas Cristãs, e embora muitos tradutores tomem a liberdade de traduzir a palavra por “inferno”, diversas traduções modernas transliteram a palavra grega “geena” (Mt. 5:22,29,30; 10:28; 18:8,9; Mc. 9:43-48; Lc. 12:5). O estreito e fundo vale pertencia aos filhos de Hinom, por isso foi mais tarde conhecido por esse nome. Era um vale ao sul e ao sudoeste de Jerusalém. Nos dias dos reis judeus Acaz e Manassés, o Vale de Hinom serviu como local para ritos religiosos idólatras, inclusive era usado para sacrificar crianças vivas em honra ao deus Moloque (II Cr. 28:1,3; 33:1,6; Jr. 7:31-34; 19:6,7; 32:35). Mais tarde o Rei Josias acabou com a adoração idólatra realizada ali e tornou o vale impróprio para o uso na adoração (II Re. 23:10).

A Geena nos dias de Jesus O Vale de Hinom era usado no tempo de Jesus como depósito de lixo, detritos, cadáveres de malfeitores, corpos de animais e toda sorte de imundícies existentes na cidade. Era um depósito de lixo. Ali era acendido um “fogo que nunca se apagava”, isto é, estava constantemente aceso, haja visto o povo abastecê-lo com seu lixo. Em Mateus 5:30, a versão de J.B. Phillips, verte “Geena” como “montão de lixo”. Os condenados à pena Marcial eram esquartejados e jogados na Geena para serem queimados; assim também os condenados por Jesus, no dia do grande juízo, serão levados ao lago de fogo para serem consumidos.

TÁRTARO – LUGAR DE PRISÃO

Definição de Tártaro: Conta-nos a mitologia grega, que “os Titãs rebelaram-se contra Zeus, e a sua guerra - a Titanomaquia - foi terrível; mas Zeus venceu-os e precipitou-os no Tártaro.” Tártaros, no contexto do Novo Testamento, passou a ser o termo clássico para indicar a esfera intermediária onde os anjos caídos aguardam o julgamento final.

Podemos ver que a plavra conhecida como "inferno" tem significados que divergem bastante do esteriótipo criado para identificar esse lugar que foi afirmado existir pelo Senhor Jesus.

E, se a tua mão te escandalizar, corta-a; melhor é para ti entrares na vida aleijado do que, tendo duas mãos, ires para o inferno, para o fogo que nunca se apaga,
Onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga.

Marcos 9:43,44

Independente se é ou não como se pinta, eu creio na palavra do Senhor Jesus , e podemos notar claramente que todos os significados dessa palavra nos remete a coisas que não são boas.

Para aqueles que não creem em sua existência façamos o seguinte:

Depois da morte vamos ver se existe ou não existe. Você topa?

 

 

 


 

 


 

Comentários